quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Lançamento Anfiteatro Novembro 2016

Oi!!

A Anfiteatro este mês está lançando um livro de ficção, um conto de ficção nacional das autoras Paloma Vidal e Elisa Pessoa. A literatura brasileira vem ganhando muito destaque entre os autores estrangeiros garantindo para sim uma fatia significativa do mercado, provando que os escritores brasileiros estão alcançando cada vez mas públicos que antes preferiam autores estrangeiros. Confira agora o novo lançamento da Anfiteatro, Dupla exposição.

Foto: Capa Livro
Dupla Exposição
Livro: Dupla exposição
Autor: Paloma Vidal E Elisa Pessoa
Comprar: Saraiva Cultura Amazon
Combinando os textos de Paloma Vidal às imagens de Elisa Pessoa, Dupla exposição é um livro que investiga limites e interações entre linguagens, tempos e gêneros. Na introdução, a escritora Maria Esther Maciel o define como “um ousado experimento narrativo-visual no qual os aspectos sensoriais da escrita se intensificam nos matizes e no movimento cromático das imagens, sem que estas fiquem a serviço daquela e vice-versa”. Entre aproximações e desvios, as autoras sobrepõem o verbal e o pictórico para levar a um novo patamar seus trabalhos individuais – que, em comum, abordam temas como a memória, o inconsciente e a intimidade. A obra inaugura a coleção Duplex, na qual o selo Anfiteatro abre espaço para livros que promovem o diálogo entre diferentes linguagens. Elizabeth Bishop, traduções, transcrições e paisagens invernais se mesclam na narrativa de “Please come flying”. “EFA”, por sua vez, traz recordações da infância, braçadas em piscinas e caminhos estrangeiros. Uma exposição de Edward Hopper no Gran Palais leva a reminiscências irreais em “Sun in an empty room”, enquanto “Sempre a partida” confunde sonhos e pronomes. “Venice” surge como uma série de quadros ordenados lado a lado, “Tavistock Square” é uma praça onde não há esquilos (mas há pássaros), “10 exercícios para” surge pelo som de uma árvore que caiu com o vento, “Un petit noir comme celui-là” abre a janela para um mundo de devaneios e “Melancolia: modo de usar” constrói o universo condicional de uma viagem ao México. Em todas elas, cenas cotidianas, conversas casuais e memórias incertas se mesclam aos traços, cores e texturas que as acompanham, questionam e complementam. Trabalhando juntas desde 2013, Paloma Vidal e Elisa Pessoa dão continuidade a uma busca conceitual que também levou a leituras performáticas nas quais as linguagens se relacionam em um jogo de correspondências e desencontros na junção dos mais diversos elementos – como a voz, a escrita e a imagem. Entre afinidades e dissonâncias, o familiar e o estranho, a prosa e a poesia, o visto e o não dito, Dupla exposição mostra como imagens e narrativas são capazes de travar uma relação simbiótica para acentuar mutuamente suas forças sugestivas. Mais do que isso, como na técnica fotográfica que dá nome ao livro, registros distintos resultam num híbrido que ganha vida própria e revela como a instabilidade pode ser capaz de promover uma surpreendente harmonia. Fonte Anfiteatro

0 comentários:

Postar um comentário