terça-feira, 16 de maio de 2017

Lançamento Editora Fábrica231 Maio 2017

Oi gente!!

Olha esses dois são os lançamentos da Editora Fábrica231 para Maio 2017 o primeiro livro um romance histórico e o segundo livro uma história em quadrinhos. Livro para qualquer gênero, então vamos lá adquira o seu livro. Abaixo um breve resumo dos livros.

Foto: Capa livro Orfã
Livro: Órfã #8
AutorKim Van Alkemade
Tradução: Edmundo Barreiro
Comprar: Saraiva Cultura Amazon
E se você tivesse a chance de confrontar um algoz do seu passado? Escolheria o perdão ou a vingança? Esse é o dilema de Rachel Rabinowitz, protagonista de Órfã #8, sensível estreia literária da norte-americana Kim van Alkemade sobre as inesperadas escolhas que acabam por determinar os caminhos de nossas vidas. No romance ambientado na Nova York de 1950, a jovem enfermeira do Lar Hebraico de Idosos é surpreendida pela chegada de sua mais nova paciente: Dra. Mildred Solomon, responsável por conduzir décadas antes uma série de experimentos de métodos questionáveis com as crianças do Lar Infantil Hebraico, para onde Rachel foi levada após uma tragédia abater sua família quando tinha apenas quatro anos de idade. A excitação de trazer o passado para o presente logo se transforma em angústia, medo, ódio. Se quando mais jovem acreditava que o veneno dos raios X que a deixaram se sentindo feia, danificada, impossível de ser amada, fora o preço a pagar em troca de sustento, agora, diante de uma série de novas evidências e do caroço que identifica em um de seus seios, Rachel percebe que o total final talvez seja alto demais para ser pago. De repente a enfermeira vê sua vida ser inundada por lembranças – algumas até então obscurecidas, outras nem tanto – do tempo que passou no orfanato: os sinais para acordar, se lavar, comer, dormir; os berços tão inadequados para crianças de sua idade e tamanho; a mesa do laboratório, a chapa, o tubo de Coolidge; o número 8 bordado na gola de seu uniforme (afinal, de que outra forma um pesquisador pode manter a objetividade, especialmente trabalhando com crianças?). As amizades, as inimizades, o bullying, a descoberta do amor e da sexualidade (sua amiga Naomi, alertavam as outras meninas, não era normal, mas como podia ser errado algo que parecia a coisa mais natural do mundo?). A separação e o reencontro com o seu irmão, Sam, e as próprias mãos, que juntava e apertava, para fugir da solidão. Tomada por uma onda de ansiedade e obcecada por fazer a Dra. Solomon reconhecer todo o mal causado, Rachel se depara com as complexidades de sua natureza e descobre que nem sempre é tão claro o que separa aqueles que machucam daqueles que curam. Inspirado em fatos reais, Órfã #8 nasceu das pesquisas de van Alkemade sobre o passado de sua família. Assim como o menino Vic da obra, seu avô, Victor, cresceu em um orfanato de Manhattan onde a mãe – bisavó da autora –, Fannie Berger, trabalhava. Lendo sobre o orfanato, van Alkemade descobriu estudos científicos conduzidos em outros abrigos para crianças, e se perguntou o que aconteceria se uma das cobaias tivesse a chance de confrontar seus médicos quando adulta. Oito anos e muita pesquisa depois, surgiu a obra que rendeu comparações a nomes já consagrados da ficção histórica, como Sarah Waters, por sua sensibilidade e riqueza em detalhes. Editora Fabrica231

Foto: Capa livro
O bom do amor
Livro: O bom do amor
AutorChris Melo e Lais Soares
Ilustração: Lais Soares
Comprar: Saraiva Cultura Amazon
As grandes manifestações de amor diárias, camufladas por pequenos gestos, são a essência do livro O bom do amor. A coletânea de tirinhas, que mostra a cumplicidade cotidiana e o companheirismo de um casal, nasceu de uma websérie publicada duas vezes por semana nas redes sociais pela editora Rocco. O texto é de Chris Melo, autora de romances de sucesso entre o público feminino, como Sob a luz dos seus olhos e Sob um milhão de estrelas. Os traços delicados e harmoniosos das ilustrações são de Laís Soares. O livro é lançado através do Fábrica231, selo de entretenimento da editora Rocco, e é uma excelente opção de presente para o Dia dos Namorados. O bom do amor mostra, acima de tudo, que o relacionamento a dois pode ser descomplicado. Afinal, o segredo está em olhar juntos na mesma direção e prestar a atenção nos pequenos detalhes que tantas vezes passam despercebidos. “É aumentar o volume do rádio quando a música preferida do outro toca.” “É gostar de dormir agarradinho no inverno e saber dividir o ventilador no verão.” “É apreciar cada qualidade, mesmo rodeada de defeitos.” “É matar a saudade com beijos estalados e abraços no silêncio.” “É conversar com os olhos.” Até discutir a relação, a famosa DR, que pode trazer uma baita de uma dor de cabeça para o casal, também pode ser transformadora para que ambos sigam em paz juntos.  A cada página, as aquarelas delicadas de Laís Soares e a sensibilidade de Chris Melo comprovam não só que o amor e a felicidade estão nos pequenos detalhes e prazeres do cotidiano. São também uma construção diária. O bom do amor não oferece conselhos, mas abre os olhos daqueles que esqueceram que a simplicidade e o companheirismo são o combustível da boa relação e reforça aos apaixonados de plantão que, afinal, o bom do amor mesmo é poder estar junto de quem se ama. Fonte Editora Fabrica231


0 comentários:

Postar um comentário