terça-feira, 21 de janeiro de 2020

Lançamento Intrínseca Janeiro 2020

Oi Gente!!

Depois de quase um ano ausente, voltei... Muitas coisas aconteceram nesse tempo, nasceu minha princesinha Mariana que anda consumindo quase todo o meu tempo, sem falar dos meus dois príncipes. Mudei para a cidade grande... Acreditem quando eu falo, eu vivo no paraíso, agora tenho uma livraria perto de casa, QUE SONHO!!!

Mas estamos longe da nossa família, meus filhos vivem pedindo para ver as vovós deles, é de partir o coração... Mas foi preciso, então vida que segue! Neste tempo em que estive ausente eu consegui ler muitos livro e farei o máximo para resenha-los aqui para vocês. Mas vamos ao que interessa, hoje vou postar aqui os lançamentos da editora Intrínseca para janeiro.

Capa Livro: M o filho do século
Livro: M o filho do século
Autor: Antonio Scurati
Comprar: Saraiva Cultura Amazon
O romance M, o filho do século conta em trama eletrizante a história de Mussolini e sua ascensão de agitador político a líder do fascismo sob a perspectiva do ditador e de seus íntimos, durante o período de 1919 até 1925. Valendo-se de vasta base documental, Antonio Scurati traz uma narrativa totalmente calcada na realidade, porém elaborada com os recursos que fazem com que o leitor entre na mente dos grandes personagens da ascensão do fascismo, compreenda todo o clima da época e assista a tudo como se lá estivesse.
Muitas vezes irônico, ácido e — por que não? — irreverente, Scurati brinda o leitor com uma premiada obra-prima que em diversos momentos assume ares de roteiro de filme. Mas nem por isso o autor atenua fatos ou banaliza atrocidades. Ao aproximar o leitor de um dos maiores ditadores do século XX, mostrando também seus percalços, mazelas e habilidades, Scurati revela como a história é definida por pessoas em última análise comuns, com o consentimento — ou ignorância — de pessoas comuns. Fonte: Editora intrínseca


Capa Livro: Recursão
Livro: Recursão
AutorBlake crouch
Comprar: Saraiva Cultura Amazon
E se um dia memórias vívidas de coisas que nunca aconteceram se infiltrassem em sua mente, pintando em tons de cinza todas as suas certezas? É dessa premissa que Blake Crouch parte em Recursão, uma obra tão impactante que teve os direitos de adaptação audiovisual adquiridos pela Netflix, que produzirá um filme e uma série baseados no livro, ambos a cargo de Shonda Rhimes.Barry Sutton é policial em Nova York e convive com a tristeza da morte da filha. Ao ser acionado para intervir em uma tentativa de suicídio, ele se depara com uma mulher que sofre da Síndrome da Falsa Memória, uma doença misteriosa que planta na cabeça de suas vítimas lembranças de vidas que elas nunca tiveram.A neurocientista Helena Smith está desenvolvendo uma tecnologia para a cura do Alzheimer. Inesperadamente, um dos homens mais ricos do mundo se oferece para financiar sua pesquisa. Helena vê surgir a chance de propiciar um grande bem para a humanidade. No entanto, não poderia estar mais enganada...A tecnologia que deveria salvar vidas acelera a marcha galopante do caos, gerando uma guerra pelo poder e criando recursos que começam a esfacelar a realidade. O tempo não é mais como o conhecemos, e Barry e Helena terão de se unir se quiserem sobreviver — e salvar a todos nós.Um dos nomes mais importantes da ficção científica contemporânea, Blake Crouch constrói uma jornada desnorteante, com personagens complexos, que nos fazem refletir sobre nossa identidade. Uma trama intrincada, ágil e emocionante, que mostra que, quando nada é mais importante do que a memória, perdê-la significa perder a si mesmo. Fonte: Editora Intrínseca

Capa Livro:
Oblivion Song entre dois mundos
Livro: Entre dois mundos #2
Série: Oblivion Song
Autor: Robert Kirkman e Lorenzo de Felici
Tradução: Fernando Scheibe
Comprar:  Saraiva Cultura Amazon
Mestre em traçar universos distópicos permeados por reflexões sobre família, morte e a natureza humana diante da crise, Robert Kirkman, criador de The Walking Dead, reúne em Oblivion Song vários dos elementos que o consagraram. No segundo volume da série de quadrinhos que conquistou fãs e críticos, voltamos a acompanhar a saga do cientista Nathan Cole para reparar os erros do passado e começamos a entender o mistério que cerca o surgimento da nova dimensão aterrorizante com raros momentos de calmaria.Anos atrás, 300 mil habitantes da Filadélfia foram repentinamente transportados para Oblivion. O governo investiu muitos recursos em incursões para resgatar as vítimas, mas as buscas foram encerradas. No entanto, algo motivou Nathan Cole a não desistir de procurar por sobreviventes. Quando revelações impensáveis sobre seu passado vêm à tona, ele passa a ter suas ações questionadas pelo governo. Há perguntas sobre Oblivion que só Nathan pode responder, e agora o futuro dos dois mundos está em suas mãos.Com a arte vibrante de Lorenzo De Felici, Oblivion Song: Entre dois mundos reúne os fascículos 7 a 12 da série e entrelaça ação, suspense e ficção científica numa história sobre as renúncias e as escolhas necessárias para seguirmos em frente. Fonte: Editora Intrínseca

Capa livro:
Baby Shark!
Livro: Baby Shark!
Ilustrador: Stevie Lewis
Com 4 bilhões de visualizações no YouTube e versões em dez idiomas, “Baby Shark” se tornou uma das canções infantis mais tocadas dos últimos tempos. O hit sobre a família de tubarões chegou a ser cantado na liga norte-americana de beisebol e também por manifestantes em um protesto no Líbano, e sua coreografia faz sucesso com jogadores de futebol, grupos de k-pop, celebridades e, é claro, entre crianças do mundo todo.Agora o fenômeno da internet ganha seu próprio livro: uma edição especial bilíngue (em inglês e português), em capa dura, com cartela de adesivos, totalmente colorida e belamente ilustrada por Stevie Lewis, que por anos trabalhou no estúdio de animação DreamWorks.Inspirada pelos versos da música, Lewis cria com seu traço único uma experiência lúdica, convidando crianças e adultos para uma visita a um aquário onde, além de se aventurar com o bebê tubarão e sua família, podem — e devem! — cantar e dançar juntos.Baby Shark promete se tornar uma das maiores franquias globais para o público infantil. Já foram lançados brinquedos, roupas, fantasias e espetáculos inspirados na história. Há planos para um programa de TV e um longa-metragem. Fonte: Editora Intrínseca

Capa livro:
A gerra pela Uber
Livro: A guerra pela Uber
Autor: Mike Isaac
Tradução: Alexandre Raposo, Bruno Casotti e Leonardo Alves
Comprar:  Saraiva Cultura Amazon
Em junho de 2017, Travis Kalanick, o agressivo CEO da Uber, foi deposto em uma reunião do seu próprio conselho diretor, em um golpe que levou a um ano brutal para a gigante do transporte. A Uber estava no topo do mundo da tecnologia, mas para muitos a empresa era justamente o símbolo do que havia de mais podre no Vale do Silício.Apoiada por bilhões em dólares de capital de risco e liderada por um fundador impetuoso e ambicioso, a empresa prometeu revolucionar a maneira como pessoas e mercadorias se deslocam. Praticamente um “unicórnio” instantâneo, a Uber parecia estar ao lado de Amazon, Apple e Google como um titã da tecnologia.O que se seguiu se tornaria quase uma lição de moral sobre os perigos da cultura das start-ups e um exemplo vívido de como a adoração cega aos seus fundadores pode ser um grande equívoco. O premiado jornalista do The New York Times Mike Isaac relata as batalhas da Uber com associações de taxistas, a cultura interna tóxica da empresa e as táticas para destruir qualquer obstáculo que estivesse impedindo o domínio do setor. Com bilhões de dólares em jogo, Isaac mostra como os capitalistas de risco afirmaram seu poder e assumiram o controle da start-up, enquanto ela se esforçava para alcançar seu fatídico IPO.Com base em centenas de entrevistas com funcionários atuais e antigos da companhia, além de documentos inéditos, A guerra pela Uber é uma história de ambição e mentiras, riqueza obscena e mau comportamento que explora como a inovação tecnológica e financeira culminou em um dos períodos mais catastróficos da história corporativa americana. Fonte: Editora Intrínseca

Capa livro:
os segredos que guardamos
Livro: Os segredos que guardamos
Autor: Lara Prescott
Tradução: Alessandra Esteche
Comprar:  Saraiva Cultura Amazon
Inspirado em uma missão real da CIA durante a Guerra Fria, Os segredos que guardamos mostra, de maneira romanceada, como a Agência de Inteligência americana apostou em Doutor Jivago, uma das obras-primas do século XX, para mostrar aos soviéticos o poder de mudança da literatura.O plano era simples: imprimir no exterior Doutor Jivago em russo e contrabandear exemplares da obra que teve sua publicação proibida na União Soviética por ir contra a ideologia do Estado. Para tanto, a experiente e glamorosa espiã americana Sally Forrester deve treinar a novata Irina, uma simples datilógrafa da Agência, a fim de infiltrar o texto no país natal de seu autor, Boris Pasternak, vencedor do Prêmio Nobel com esta obra, porém obrigado por seu governo a rejeitá-lo.Apesar de todo o potencial revolucionário, Doutor Jivago é também uma brilhante história de amor. A inspiração por trás de Lara, a icônica heroína da trama, é Olga Ivinskaia, musa de Pasternak. Os dois mantiveram um caso por décadas, uma relação intensa que sobreviveu à passagem do tempo, às ameaças de um regime autoritário e até aos anos de Olga em um gulag.Assim, mulheres de ambos os lados da Cortina de Ferro protagonizam essa obra que mostra que, embora a história seja escrita pelos vencedores, é nos bastidores que o destino do mundo é forjado. Amantes, espiãs, datilógrafas. Fortes e corajosas, essas personagens ganham vida nessas páginas e são exemplos de que determinados segredos não devem ser guardados. Fonte: Editora Intrínseca


0 comentários:

Postar um comentário